terça-feira, 30 de junho de 2015

terça-feira, 23 de junho de 2015

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Revista da Red Bull prevê o vencedor da prova… errado!

Revista da Red Bull prevê o vencedor da prova… errado!

Red Bull Ring: que pista, meus amigos! Confesso que esperava um pouquinho mais da prova, especialmente após ver Rosberg pular na frente de Hamilton logo na largada. “É hoje que vamos ver as flechas prateadas brigando pra valer”. Ah, que ingênuo eu sou… O nível de competitividade entre as duas Mercedes anda tão em baixa que o jornalzinho da Red Bull se prestou a lançar uma edição debochada na manhã de domingo, horas antes da prova em que dizia: “Hamilton ganha… em Spilberg”, em letras grandes, “Silverstone, Monza, Singapura, Suzuka, Abu Dhabi”, em letras menores. E completa: “2015, 2016, 2017, 2018, 2019, etc”.
Red hot off the press and as popular as they come: stars & athletes enjoy The Red Bulletin Daily prior to race action.#beyondtheordinary #AustrianGP Posted by Red Bulletin on Sunday, June 21, 2015


Que a Fórmula 1 anda bastante óbvia, todo mundo já percebeu. Agora, quem é a Red Bull para debochar disso? A equipe que dominou a categoria de 2010 até 2013 e só foi derrubada após a drástica mudança de regulamento do ano passado, que colocou a Mercedes no topo. Alguém tem saudade dessa época? Parece que só a Red Bull mesmo… e Vettel, claro.
Posted by F1 Trolling on Monday, June 22, 2015


Aliás, houve quem apostasse que Hamilton não atacou Rosberg por culpa da punição que levou ao atravessar a linha branca que demarca a saída dos pits. O inglês soube, voltas após a parada, que os comissários haviam decretado o acréscimo de 5 segundos no seu tempo total de prova. Ou seja, para vencer a prova, ele teria que ultrapassar Rosberg e abrir mais de 5 segundos. Eu acho, no entanto, que Hamilton não teve sequer forças para atacar o companheiro. Não acredito que a punição tenha feito Hamilton simplesmente desistir de lutar pela vitória. O inglês poderia ter pelo menos pressionado Rosberg para tentar forçar um erro, ou quem sabe uma quebra. Acho que pelo menos desta vez Rosberg foi, sim, mais rápido que o atual campeão. E ponto.

Massa vai bem, e Nasr vive pesadelo Massa fez um ótimo trabalho e soube tirar vantagem de algo que conhece muito bem: um erro da Ferrari. A desastrosa parada nos boxes de Vettel fez com que o brasileiro herdasse a 3ª posição. Lugar que sustentou até o fim da corrida, segurando bem os avanços do tetracampeão. Ponto para a Williams que conquista o seu segundo pódio consecutivo. Vale lembrar que na corrida passada, no Canadá, os papéis foram invertidos: quem estava em terceiro lugar, tranquilo, era Raikkonen. Mas, o finlandês rodou bizarramente na saída do grampo e perdeu o 3º lugar justamente para Bottas, companheiro de Massa. Segunda vez que a Ferrari dá bobeira e a Williams aproveita. O outro Felipe, por sua vez, teve uma prova comprometida novamente por problemas nos freios. Após um bom 8º lugar no grid de largada, o brasileiro não conseguiu sustentar o ritmo e terminou em uma decepcionante 11ª posição. Lendas fazem apresentação épica Para aquele pessoal que sempre – sempre MESMO – vem comentar aqui “saudade da época do Piquet, Lauda, Prost… naquela época, sim, a gente tinha corridas. Hoje em dia é muito chato!”, clique aqui, pegue um lenço e chore um pouquinho. Que talentos! Que som! Que imagem! E que zoeiro que é o Piquet… Novidade no Terra Pra terminar: não deixem de conferir o material do nosso novo parceiro, o Motorsport. Cobertura quente, aprofundada, analítica e em tempo real não só da Fórmula 1, mas também da Formula-E, Indy, Stock Car, Moto GP e mais… vale a pena salvar nos seus favoritos!
Red Bull Ring: que pista, meus amigos! Confesso que esperava um pouquinho mais da prova, especialmente após ver Rosberg pular na frente de Hamilton logo na largada. “É hoje que vamos ver as flechas prateadas brigando pra valer”. Ah, que ingênuo eu sou… O nível de competitividade entre as duas Mercedes anda tão em baixa [...]

Fonte: Esportes Terra
Categoria: Sem categoria
Autor: f1-onboard

Nico Rosberg demonstra alívio e comemora vitória após erro em treino

Nico Rosberg demonstra alívio e comemora vitória após erro em treino



Rosberg levou a melhor sobre Hamilton e venceu o GP da Áustria Reuters Vencedor do Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1 neste domingo, em Spielberg, Nico Rosberg, da Mercedes, considerou o triunfo uma volta por cima depois de ter cometido um erro na última curva na tentativa de ficar com a pole position no treino oficial de sábado. Em entrevista no pódio, Nico Rosberg comentou sobre o triunfo na Europa.  — Que dia! Que sensação ótima voltar a vencer na Áustria. Depois do meu erro de ontem na classificação, tomei a decisão de pisar fundo para vencer esta corrida. Rosberg saiu em segundo lugar, atrás do companheiro de equipe na Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, mas assumiu a ponta na largada e só a deixou por uma volta, durante o pit stop. — Fiz uma boa largada e entrei em primeiro na primeira curva, o que acabou sendo determiante. Me defendi bem nas curvas seguintes, já que sabia desde outras corridas deste ano que é muito difícil ultrapassar o mesmo carro na pista. Depois pude administrar a liderança de maneira bastante confortável, sem maiores problemas. Com bela largada, Rosberg vence na Áustria pela F-1; Massa vai ao pódio O alemão revelou ainda que teve de administrar um pequeno problema nas últimas voltas. — Perto do final, senti algumas vibrações na roda dianteira direita, mas consegui controlar até a bandeirada. Estou muito agradecido à equipe por me dar um carro sensacional e uma corrida perfeito. Rosberg chegou a sua terceira vitória no campeonato. O alemão ocupa a segunda colocação na classificação geral com 159 pontos, dez a menos que o líder Lewis Hamilton. Acompanhe a página de esportes do R7

Fonte: Automobilismo R7
Categoria: formula-1